segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Ouvir, sempre vai nos garantir sucesso tanto profissional como pessoal.


A sabedoria dos bons ouvidos.

Ouvir, sempre vai nos garantir sucesso tanto profissional como pessoal.

Um dia  desses eu parei  com o fim de ouvir  essa reflexão sobre ouvir o outro.
O fato se deu quando eu conversava com um amigo e ele me perguntou  qual seria a primeira coisa que eu faria se fosse dono da empresa .  Eu disse que faria uma serie de coisas. E esse meu amigo apenas me disse com toda a certeza que apenas ouviria os funcionários. Ouvira todos os funcionários sem exceção.
 
Eu fiquei surpreso. E na verdade pensando depois e refletindo ele tem razão.  Porque seja lá o cargo que você se ocupa estamos sempre em uma determinada pressão. Às vezes ficamos cegos, surdos e por isso mesmo passamos por cima de detalhes, interesses e pessoas a fim de atingir os nossos objetivos ou simplesmente cumprir uma planilha de lucros.  E assim inevitavelmente numa empresa ou em casa com a família, o desastre de um fracasso está sempre a espreita a nos pegar. Porque ignoramos o obvio. Quaisquer empresas assim como as famílias são feitas de pessoas.
 
E as pessoas em suas diferenças de experiências que trazem da vida, irão enxergar algo que não enxergamos saberam de algo que não sabemos, se chatearam com algo que ignoramos.  E assim em tudo que compõe o dia-a-dia de uma empresa ou o dia-a-dia de uma família.
E toda vez que dando ouvido a um funcionário ou a um filho, estamos na verdade dando a eles atenção e dizendo que ele é importante, porque ouvimos quem é importante para nós.  E sejam sinceros, dificilmente damos ouvidos a um estranho.
 
Por isso, se eu fosse dono de uma empresa ouviria os meus funcionários, dando a eles essa importância. Claro ouvir, não quer dizer que concordo com o que se ouve, e que não ira punir ninguém por dizer a sua opinião sobre esse ou aquele problema na empresa. Assim como a opinião de um filho  ou de um Conge, de um irmão, ou pai e mãe. O importante é ouvir, dar às pessoas a importância de ser ouvida e se sentirem importante, ouvidas, expressar os seus pensamentos. E assim criar a cultura de que todos têm a sua importância, o seu valor, exercendo por mim, por você, por todos que tiverem a sabedoria de ouvir o outro.
 
Quantas discussões na família podem ser evitadas. Quantos problemas na empresa podem ser superados. Ouvir, ouvir...