quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Os nossos limites.



Nossos limites.

Limites

Cada ser tem o seu limite, e entender esse limite é o sucesso de qualquer relação.

Para Alguns talvez seja uma frase desconcertante, e que outros não irão concorda.

Limite parece algo de derrotado. Limite não é nada comunista nem capitalista.

Limites são para fracos, não para vencedores.

Limites é coisa de gente que não é esforçada; limite é coisa de vagabundo.

Essas são algumas considerações que ouvi durante parte de minha vida sobre limites. O limite de cada um de nós em cada ou toda área e situações de nossas vidas.

Porém, vamos pensar.

Se não conhecemos os nossos limites como então vamos transpô-los.

Quer fracasso maior do que não conhecer os próprios limites?

 E não conhecer os próprios limites, sim é sim coisa de quem entregou o jogo ou se conformou com o seu limite.

Todo atleta só consegue superar os seus limites porque sabem quais são os seus limites.

As pessoas que conseguiram deixar o vício do álcool do cigarro e das drogas reconheceram humildemente que tinham limites com os seus vícios e por isso precisavam vencer.

Reconhecer os próprios limites que se encontra e entender  se trata de uma oportunidade para novos voos. Um esforço que lhe dá conhecimento e técnica para vencer e assim conquistar novos limites.

Pense em seu limite, entenda o seu limite e faça com ele o que lhe cabe.

 

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Poeiras.

Para muitos poeiras é algo incômodo que causa alergia e irritações nasais.
Mas a poeira pior  é a que infiltra em nossos conceitos e revela o ódio e ira contra o outro.

Dias desses “seletando” os canais da TV aberta, vi um desses caras que ganham dinheiro empobrecendo almas com conceitos religioso financeiros e que entre um versículo e outro ele semeia o ódio entre as pessoas, como fez Hitler e outros monstros humanos.

Sempre pregam contra os sábios, porque Daniel matou 300 sábios. Sempre pregam contras as demais religiões, porque Deus é um só e Deus não gosta de outras religiões. E como íntimos de Deus, sempre sabem o que Deus está pensando. Falam assim, rapidamente, como uma poeira deixando a sua partícula de ódio nas pessoas. Pessoas tão incultas e esfomeadas de fé, que um dia talvez podem vir a  acreditar nesse ódio.

E no final esses caras íntimos de Deus sempre mostram a conta bancaria para depositar a grana o dizimo tão sagrado para eles.
O meu medo é que essas poeiras, um dia se tornam tempestades como o nazismo que era apenas uma poerinha no começo e o qual  poucos acreditavam .

Outras poeiras porem podem nos alimentar de esperança e nos salvar de tempestades.
Como partículas de poeira acredito existir em cada pessoa uma tendência a não fazer mal ao outro, mas compreende-lo. Ainda que pequena em alguns e grande em outros. A história prova isso, com grandes homens que salvaram milhões de pessoas ou apenas uma pessoa; Ou pessoas que até hoje nem mesmo sabemos o seu nome, nunca foi mencionada na história, mas que salvou e ajudou tantas outras. Assim como compreendeu e entendeu a sua diferença e a diferença do outro nessa vida.

Por isso cuidado quando tirar as poeiras de sua alma. Cuidado para não tirar as poeiras do bem e deixar somente aquelas que farão sua vida uma tempestade.

domingo, 12 de agosto de 2012

Começar

 
O foco pode ser mil e não apenas um.
Começar.
 
Começar é uma palavra, um termo mais precisamente que vem me chamando a atenção ultimamente.
É que tenho encontrado pessoas de todas as idades, dispostas e postas a começar uma “boa briga” para conquistar desejos e sonhos.
Algumas estão investindo em novo talento, deixando a carreia de até então para trás e realizando-se em algo que descobriu ser a sua.
Outras começando uma nova etapa depois de um casamento pra lá de passado e ficou no passado.
Há ainda aquelas que estão até mesmo trocando de país. Como alguns amigos que fez vindo da Europa e se estabelecendo aqui.
São todas pessoas corajosas e que acreditam em sim, e na oportunidade de começar, recomeça, seja lá o termo.
Confesso que sentado no rabo do meu conforto, relutei em aceitar a mudança de foco dessas pessoas. Mas que presunção a minha.
Quem disse que estou certo, confortável e sábio o tempo todo.
Claro que sou como todos, e sentado em minhas próprias conquistas achei que estava bom que era tudo o que tinha que ser feito; que fiz a minha parte nessa vida.
E embalado pelo ar novo dessas pessoas que conheci que está começando algo novo, sentimentos novos, país novo. Olhei para mim e vi que estava ficando anacrônico.
Algumas pessoas não querem mudar por medo. Medo de perder o que conquistaram, não aceita o novo, nem que o foco pode ser mil e não apenas um. O que leva muitos ao fracasso, a falência de sua empresa e relacionamentos.
 Alguns países estão vivendo isso hoje, estão em crises ou em guerra. Algumas empresas estão falindo sendo passadas, algumas de ponta que nem mesmo se firmaram ainda parecem empresas do passado porque não sabem olhar para as necessidades das pessoas. Que o foco é mil e não um.
Mas muitas pessoas estão começando, recomeçando novas esperanças, novos sonhos, novos sentimentos, novas ideias, novas empresas e novos países.
A vida se renovando, a vida começando outro começo.
E eu que me levantei do meu rabo pesado do que conquistei do meu medo de perder o que conquistei, de meu conforto, estou começando outra vez.



 

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Alma



Tente não se enganar.

Esqueci-me algumas vezes de que tenho uma alma e essa alma tem um mundo de sentimentos e desejos.

Às vezes sentimentos que não consigo expressar. Outras vezes sentimentos que expresso.

Às vezes desejos que nego. Outras vezes desejos que desconheço.

Às vezes desejos e sentimentos se unem e se tornam sonhos.
Outras vezes esperanças. Algumas vezes já senti desesperanças.
 
Outras vezes tive pesadelos e foi justamente quando me esqueci de que tinha uma alma
 

domingo, 5 de agosto de 2012

" A alegria e o amor são as duas grandes asas para os grandes feitos"

                            ( Johan Wolfgang Vom Goeth)