domingo, 12 de agosto de 2012

Começar

 
O foco pode ser mil e não apenas um.
Começar.
 
Começar é uma palavra, um termo mais precisamente que vem me chamando a atenção ultimamente.
É que tenho encontrado pessoas de todas as idades, dispostas e postas a começar uma “boa briga” para conquistar desejos e sonhos.
Algumas estão investindo em novo talento, deixando a carreia de até então para trás e realizando-se em algo que descobriu ser a sua.
Outras começando uma nova etapa depois de um casamento pra lá de passado e ficou no passado.
Há ainda aquelas que estão até mesmo trocando de país. Como alguns amigos que fez vindo da Europa e se estabelecendo aqui.
São todas pessoas corajosas e que acreditam em sim, e na oportunidade de começar, recomeça, seja lá o termo.
Confesso que sentado no rabo do meu conforto, relutei em aceitar a mudança de foco dessas pessoas. Mas que presunção a minha.
Quem disse que estou certo, confortável e sábio o tempo todo.
Claro que sou como todos, e sentado em minhas próprias conquistas achei que estava bom que era tudo o que tinha que ser feito; que fiz a minha parte nessa vida.
E embalado pelo ar novo dessas pessoas que conheci que está começando algo novo, sentimentos novos, país novo. Olhei para mim e vi que estava ficando anacrônico.
Algumas pessoas não querem mudar por medo. Medo de perder o que conquistaram, não aceita o novo, nem que o foco pode ser mil e não apenas um. O que leva muitos ao fracasso, a falência de sua empresa e relacionamentos.
 Alguns países estão vivendo isso hoje, estão em crises ou em guerra. Algumas empresas estão falindo sendo passadas, algumas de ponta que nem mesmo se firmaram ainda parecem empresas do passado porque não sabem olhar para as necessidades das pessoas. Que o foco é mil e não um.
Mas muitas pessoas estão começando, recomeçando novas esperanças, novos sonhos, novos sentimentos, novas ideias, novas empresas e novos países.
A vida se renovando, a vida começando outro começo.
E eu que me levantei do meu rabo pesado do que conquistei do meu medo de perder o que conquistei, de meu conforto, estou começando outra vez.